terça-feira, 26 de abril de 2011

Hasta cuando?



Olá, galera!

Não tenho muito o que falar!
Como foi difícil voltar desse feriado...
Estou com uma tosse que não cura. Passei no médico e ele disse que ela logo vai embora... Sei...

Uma boa semana a todos!

Ouvindo Nat King Cole com "Quizas, Quizas, Quizas"

sexta-feira, 22 de abril de 2011

A vida real

Harvey Pekar ficou conhecido por transportar para os quadrinhos a sua vida que nada tinha de especial. Ele já beirava a meia-idade quando foi lançado o primeiro volume de "American Splendor" e como seu talento em desenho era quase nulo, seu velho amigo, Robert Crumb, resolveu lançar suas ideias para o papel desenhando Pekar em situações cotidianas pensadas ou vividas por ele mesmo. Como Crumb já era coqueluche do mundo underground nos anos setenta, não demorou muito para que outros cartunistas começassem a desenhar a vida desse anti-herói americano.




Achei uma foto dele na internet e resolvi reproduzí-la no papel. Ainda não tenho noção nenhuma de rosto, então fiz do jeito que meus olhos e minha mão mandaram.
Harvey Pekar morreu no meio do ano passado e lembro de ter ficado bastante chateado com a notícia. Um amigo veio contar quando eu saia do trabalho. Primeiro ele perguntou se eu sabia quem era o tal do Harvey Pekar porque ele sabia que eu gostava de quadrinhos e eu disse "Claro, mas você está pronunciando errado! O Pekar é com som de I e não É..." e ele disse "Bom, tanto faz, ele morreu!"
Quando comecei a desenhar as tiras, mostrei pruma amiga que fez Artes Plásticas e ela disse "Essas histórias cotidianas me lembram o Harvey Pekar, você conhece?" e eu todo sem graça disse que não. Como alguém quer começar a fazer quadrinhos e não sabe quem foi Harvey Pekar? 
"Não tem um filme sobre esse cara?" foi a única coisa que lembrei porque estranhamente, quase sempre quando voltava da escola nos idos anos do colégio, havia um cartaz de um filme bem estranho que cobria o vidro atrás do motorista e o cartaz sugeria algo sobre quadrinhos que se chamava alguma coisa parecida com "Anti-herói Americano". Lembrei disso quando ela falou.
"Esse mesmo!" ela disse "Já assistiu?"
Disse que não, mas que iria fazê-lo assim que chegasse em casa.
Enfim, tudo isso porque hoje de manhã acordei pensando nas coisas que fiz ultimamente e lembrei da frase clássica de Pekar "Ordinary life is pretty complex stuff" algo como "Vida comum é um negócio pra lá de complicado" e é a mais pura verdade. Quem nunca parou pra pensar que sua vida daria um ótimo filme? Ou uma história em quadrinhos? Mesmo coisas bobas, relacionamentos, decepções, conquistas e derrotas.
É a arte que imita a nossa vida, não? E como sabiamente me disseram ontem numa mesa "O bom dos filmes é que eles acabam, já na vida temos que enfrentar até o final."
Espero que Harvey Pekar tenha enfrentado numa boa. E espero que eu também consiga enfrentar.

Bom final de semana a todos!

Ouvindo "When You're Smiling" com Billie Holiday.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Medios de transporte



Essa fiz inspirado em três coisas: meu último post, meu ônibus que não chegava e, é claro, Liniers.

Uma ótima semana curta (GRAÇAS A DEUS!) a todos!

Ouvindo "Blue Rondo A La Turk" com Dave Brubeck Quartet.

...dica mais que bem dada do meu amigo e futuro ex-colega de quarto! Valeu, André!

sábado, 16 de abril de 2011

Pedindo passagem



Essa fiz nessa sexta num impossível momento de ócio.

E quem nunca quis ser levado pelas folhas do outono?

Bom final de semana a todos!


Ouvindo Bowie com "The Bewlay Brothers"

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Sobre rezas e massacres...



Não queria entrar nessa discussão, mas não aguentei quando vi a abertura exagerada do Fantástico e a capa paranoica da Veja dessa semana.
Dá pra ver que a tragédia espetacular, imediata e surpreendente dá mais pano pra manga que a "tragédia endêmica", mas talvez o mais triste foi ver muitos de meus alunos bradando cegas bandeiras em favor de medidas punitivas mais severas como se essas fossem as reais soluções para tais problemas. 

Enfim, chega de dar uma de professor indignado.

Abraços e bom final de semana a todos.

Ouvindo "Troubled Waters" com Cat Power.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Dicas



Olá, pessoal!
Esteticamente, o resultado final da tira não ficou tão bom, mas acho que deu pro gasto.
Enfim, estou muito cansado para tratar a imagem com mais delicadeza e vou dormir com a consciência tranquila de que postei a "tira de segunda" na segunda!

Abraços e boa semana a todos! E que o feriado da páscoa chegue voando juntamente com o fim do semestre!

Ouvindo The Strokes com "You Only Live Once"

terça-feira, 5 de abril de 2011

Metalinguagem (ou) O Mito da Caverna



Atrasado, mas em dia!
Um dia posto a verdadeira ideia para a tirinha.

Hoje tirei um peso das costas, mas já ganhei alguns outros e percebi que tenho momentos otimistas e pessimistas durante a semana. Se em algumas horas eu sento num canto e digo "deixa rolar..." em outras, meu coração bate conformado dizendo "que merda!"
Deve ser a vida dizendo "Menino! Senta ali e descansa um pouco!"
Deve ser...

Um abraço e boa semana a todos!

 Ouvindo Feist com "Inside and Out"